​​Conheça as vacinas obrigatórias no Brasil

20/06/2018

Conheça as vacinas obrigatórias no Brasil

Doctoralia disponibiliza o serviço “Pergunte ao especialista” no qual qualquer pessoa pode entrar e fazer perguntas para profissionais sobre saúde gratuitamente

Você sabe quais vacinas são obrigatórias? As dúvidas sobre vacinação ainda são muito frequentes e, por isso, aDoctoralia, plataforma líder que conecta pacientes e profissionais de saúde, disponibiliza a seção “Pergunte ao especialista” que, de forma gratuita e anônima, permite a qualquer pessoa entrar na plataforma e fazer perguntas sobre saúde que serão respondidas por especialistas.

Segundo o Ministério da Saúde, existe um investimento anual de R$ 3,9 bilhões na compra de 300 milhões de doses de vacinas contra 20 tipos de doenças. Confira a lista de vacinas que fazem parte do calendário de vacinação brasileiro para que o paciente fique ciente da importância da imunização.

BCG

É uma vacina aplicada em uma única dose e protege a criança contra a tuberculose. Normalmente, é a primeira vacina que o bebê toma já nas primeiras horas de vida. Ela deve ser aplicada antes do primeiro mês de vida.

DTP e HIB

Você conhece aquelas doenças antigas que raramente acometem a população atual? Essas vacinas são a grande razão para evitá-las. Também com o nome de vacina Tetravalente, ela protege o bebê contra difteria, tétano, coqueluche e meningite.

Aplicada em três doses - aos dois, quatro e seis meses do bebê. É preciso ainda receber mais duas doses de reforço, sendo uma quando a criança completa um ano e três meses e outra aos quatro anos.

Hepatite B

No total são três doses contra Hepatite B,que sãoaplicadas após o nascimento, a segunda no primeiro mês do bebê e a terceira com seis meses de idade.

Pneumocócica 10

Esta vacina combate a pneumonia, a meningite e a otite. São aplicadas doses aos dois, quatro, seis e doze meses de vida.

VORH A Vacina Oral de Rotavírus Humano imuniza o bebê da diarreia provocada pelo micro-organismo conhecido por rotavírus. Aplica-se aos dois meses de idade e aos quatro meses.

VOP

A Vacina Oral Poliomielite protege a criança contra a chamada paralisia infantil e deve ser aplicada aos quatro meses de idade e aos seis meses. O reforço é necessário quando a criança atinge um ano e três meses de vida.

Meningocócica C

Contra a meningite, a primeira dose da vacina é aplicada aos três meses de vida. A segunda dose aos cinco meses e a terceira dose com um ano e três meses de idade.

Febre amarela

Apesar de agora estarmos alertas à febre amarela, os brasileiros tomam a vacina pela primeira vez aos nove meses de vida. Antes era necessário tomar a vacina de 10 em 10 anos, mas desde 11 de julho de 2016, a OMS afirmou não ser necessário novo certificado por não ser preciso tomar uma nova dose da vacina. A dose única imuniza pelo resto da vida.

SCR

Também conhecida como tríplice viral, a vacina previne contra a caxumba, rubéola e sarampo, e deve ser tomada em dois momentos: quando a criança atingir os 12 meses de idade e aos quatro anos de idade.

Tem dúvidas sobre imunização de epidemias? A Doctoralia conta com mais de 372 mil profissionais de saúde que poderão tirar as dúvidas de forma gratuita e anônima. Saiba mais nohttps://www.doctoralia.com.br/pergunte-ao-especialista.

Acesse:

Doctoralia no Facebook:@doctoralia.br

Sobre a Doctoralia

Parte do Grupo DocPlanner, a Doctoralia é uma plataforma que conecta pacientes e profissionais de saúde, proporcionando uma experiência de cuidados e tratamentos próxima e mais humanizada. A plataforma oferece um espaço para perguntas, troca de opiniões e busca segmentada por especialistas de acordo com as necessidades de cada pessoa. Para os profissionais e centros de saúde, a Doctoralia auxilia no gerenciamento de pacientes, ampliando a presença on-line do profissional e melhorando a eficiência de suas consultas. Para saber mais sobre a empresa visite: www.doctoralia.com.br

Sobre o Grupo DocPlanner

O Grupo DocPlanner, fundado em 2012 na Polônia, oferece serviços para mais de 25 milhões de pacientes por mês e gerencia cerca de 700.000 reservas de consultas mensais. A empresa tem mais de 2 milhões de profissionais cadastrados e 2 milhões de opiniões de pacientes nos 18 países em que está presente.

Informações para a imprensa:

Sing Comunicação de Resultados

Ana Elisa Teixeira, Arianna Ortolani, Janaina Leme e Vânia Gracio.

Fone: (11) 5091-7838 – doctoralia@singcomunica.com.br

​Confira cinco mitos sobre gravidez

20/06/2018

Confira cinco mitos sobre gravidez

Doctoralia oferece seção “Pergunte ao especialista” para dúvidas gerais sobre doenças. Gestantes de primeira viagem também podem recorrer ao serviço de forma gratuita e anônima

As mamães de primeira viagem costumam ouvir muitas histórias sobre a gravidez e seus sintomas, por isso, aDoctoralia, plataforma líder que conecta pacientes e médicos, disponibiliza a seção “Pergunte ao especialista” que, de forma gratuita e anônima, permite a qualquer pessoa fazer perguntas sobre saúde que serão respondidas por médicos especialistas.

“As histórias contadas para as grávidas são inúmeras e, muitas vezes, as mães de primeira viagem não sabem no que acreditar ou não. É muito importante sempre recorrer a um obstetra de confiança para que tire todas as dúvidas possíveis. Neste caso, o serviço de pergunte a um especialista da Doctoralia também poderá ajudar”, comenta Dr. Patrick Bellelis, ginecologista membro da plataforma Doctoralia.

Confira abaixo os cinco mitos sobre gravidez desvendados pelo especialista da Doctoralia que poderão ajudar as mães que têm dúvidas sobre o que fazer durante a gestação:

Toda gestante sente náuseas

Algumas mulheres podem ter enjoos no primeiro trimestre da gravidez, mas não são todas as grávidas que apresentarão os sintomas. Essa condição depende da pessoa e é ideal procurar um médico caso os enjoos sejam frequentes.

Gestantes não devem ingerir alimentos apimentados

Pimenta pode ser abortiva ou causar complicações na formação do bebê? Negativo. Não tem nada científico que comprove essa afirmação. A questão de evitar ingerir alimentos fortes se dá somente com o intuito de facilitar a digestão e não causar desconforto para a mãe.

Gestante não pode tomar banho de sol

Tomar sol em excesso não é recomendável para ninguém. Mas, com exceção do exagero, a vitamina D é fundamental para a saúde da mãe e do bebê e ela só entra no organismo depois do contato da pele com raios solares.

Não é permitido fazer sexo no período de gravidez

Essa afirmativa depende do tipo de gravidez e se ela é de de risco ou não. Na maioria dos casos a relação sexual é permitida durante todos os meses e fará bem para a mãe. Caso tenha dúvidas sobre uma condição específica é importante consultar um médico.

Se o bebê for grande é recomendável fazer parto cesárea

Antigamente o parto cesárea não era uma opção, então como as mães faziam nesse caso? A questão é que o parto normal também pode ser considerado se o bebê estiver um pouco acima do peso e é importante fazer uma avaliação com seu médico para verificar a melhor opção para a saúde da mãe e do bebê. Neste caso é preciso considerar a opinião do médico atrelado às expectativas da mãe para o parto.

Acesse:

Doctoralia no Facebook:@doctoralia.br

Sobre a Doctoralia

Parte do Grupo DocPlanner, a Doctoralia é uma plataforma que conecta pacientes e profissionais de saúde, proporcionando uma experiência de cuidados e tratamentos próxima e mais humanizada. A plataforma oferece um espaço para perguntas, troca de opiniões e busca segmentada por especialistas de acordo com as necessidades de cada pessoa. Para os profissionais e centros de saúde, a Doctoralia auxilia no gerenciamento de pacientes, ampliando a presença on-line do profissional e melhorando a eficiência de suas consultas. Para saber mais sobre a empresa visite: www.doctoralia.com.br

Sobre o Grupo DocPlanner

O Grupo DocPlanner, fundado em 2012 na Polônia, oferece serviços para mais de 20 milhões de pacientes por mês e gerencia cerca de 600.000 reservas de consultas mensais. A empresa tem mais de 2 milhões de profissionais cadastrados e 2 milhões de opiniões de pacientes nos 18 países em que está presente.

Informações para a imprensa:

Sing Comunicação de Resultados

Ana Elisa Teixeira, Arianna Ortolani, Janaina Leme e Vânia Gracio.

Fone: (11) 5091-7838 – doctoralia@singcomunica.com.br

Dia Mundial da Esclerose Dia Mundial da Esclerose Múltipla

01/06/2018

Dia Mundial da Esclerose Múltipla: saiba como manter a qualidade de vida

Doença atinge 2,3 milhões de pessoas no mundo todo, sendo 35 mil brasileiras

O Dia Mundial da Esclerose Múltipla (World MS Day) será lembrado em 30 de maio este ano. A data é uma iniciativa da Federação Internacional de Esclerose Múltipla (MSIF) para conscientizar a população sobre a doença. O tema da campanha deste ano é “#bringinguscloser” (nos aproximando, em português) e o objetivo é unir as pessoas acometidas pela esclerose e o público envolvido nos estudos para os avanços no tratamento da enfermidade, como médicos, cientistas, estudantes, enfermeiros, angariadores de fundos e voluntários.

A esclerose múltipla é uma doença inflamatória, degenerativa e silenciosa que afeta o sistema nervoso central (cérebro e medula espinhal) causando danos na fala, equilíbrio, visão, coordenação. Outra característica da esclerose é sua autoimunidade, ou seja, o sistema imunológico ataca o próprio corpo, neste caso, os neurônios.

O problema atinge 2,3 milhões de pessoas em todo o mundo, sendo 35 mil delas brasileiras. A doença pode acometer pessoas de todas as idades e sexos, mas, na maioria das vezes, os primeiros sintomas se manifestam em mulheres e em indivíduos de 18 a 45 anos.

A esclerose múltipla não é uma doença hereditária. As causas ainda são desconhecidas, mas estudos apontam relações com genes de suscetibilidade, problemas hormonais e infecções com o vírus Epstein-Baar, responsável pela mononucleose, mais conhecida como Doença do Beijo.

De acordo com a coordenadora do Instituto de Neurologia do Hospital Santa Paula, Renata Simm, os sintomas são variados, podem acontecer a qualquer momento e duram, em média, cerca de uma semana.

O diagnóstico é clínico, baseado no relato do paciente e em exames, como a ressonância magnética do cérebro e o exame do líquido da medula espinhal. Eles são importantes para a confirmação da esclerose e também para afastar a suspeita de outras doenças. Entre os principais sintomas estão:

- Perda da visão, visão dupla ou embaçada.

- Alterações no controle da urina.

- Fraqueza em partes do corpo.

- Formigamento das pernas ou de um lado do corpo.

- Desequilíbrio.

- Falta de coordenação motora.

- Fadiga desproporcional à atividade realizada.

A esclerose múltipla ainda não tem cura, mas existem meios de diminuir a progressão da doença. Os tratamentos atuais buscam controlar a frequência dos surtos, reduzir a progressão da incapacidade física causada pela doença e evitar o surgimento de novas lesões no cérebro e/ou na medula espinhal. Os corticosteroides são drogas utilizadas para tratamento dos surtos e os imunomoduladores, imunossupressores e imunobiológicos (anticorpos monoclonais) servem para tratar a doença.

A descoberta da esclerose múltipla pode afetar de forma significativa a autoestima do paciente. Para enfrentar o problema, o ideal é buscar ter hábitos de vida mais saudáveis, auxílio médico e amparo emocional. Renata explica que é possível manter uma vida ativa por meio de atividades físicas e experiências sociais agradáveis. “Com o tratamento adequado e com a adoção de um estilo de vida mais leve, as pessoas podem lidar melhor com a doença.”

Veja algumas recomendações da neurologista para os pacientes:

- Tenha acompanhamento médico regular e tome a medicação corretamente.

- Mantenha um estilo de vida saudável, com boa alimentação, repouso e prática de atividades físicas.

- Interrompa o tabagismo.

- Evite temperaturas extremas, pois elas podem piorar os sintomas preexistentes e até induzir novos surtos.

- Faça fisioterapia quando os movimentos forem comprometidos.

- Em surtos agudos, fique em repouso.

Sobre o Hospital Santa Paula

O Hospital Santa Paula, centro de excelência em saúde da zona sul de São Paulo, foi inaugurado em 1958. Com uma área de 18 mil m², dividida em três edifícios, atua em mais de 30 especialidades, com destaque para cardiologia, oncologia, neurologia e ortopedia. O Hospital Santa Paula conta com mais de 1,2 mil colaboradores e um corpo clínico aberto com 1,5 mil médicos. Possui 200 leitos, sendo 59 deles destinados especificamente à terapia intensiva. Além disso, dispõe de centro cirúrgico com nove salas de cirurgia e dez leitos de recuperação anestésica. Anualmente, o Hospital Santa Paula realiza 8,5 mil procedimentos cirúrgicos, 12 mil internações e atende aproximadamente 100 mil pacientes no Pronto Atendimento. É acreditado da ONA - Organização Nacional de Acreditação, nível 3, desde 2008; possui Acreditação Canadense desde 2010, em 2012, conquistou a certificação Joint Commission International (JCI) e em 2018, a 2ª reacreditação.

Endereço: Av. Santo Amaro, nº 2468 - Vila Olímpia - (11) 3040-8000

Para mais informações acesse: www.santapaula.com.br

Informações para a imprensa:

In Press Porter Novelli

Atendimentos: Daiane Leide, Larissa Ribeiro e Taís Barros. Direção: Fátima Santos

Telefones: (11) 4871-1476 / 3323-1654 / 3323-1563

E-mail: santapaula@inpresspni.com.br

Aplicativos


 Locutor Ao vivo


Rádio Varzea Nova FM

Rádio Várzea Nova FM

Peça Sua Música

Name:
E-mail:
Seu Pedido:


Top 5

01.

Anderson Freire

Raridade

02.

Bruna Karla

Advogado Fiel

03.

Aline Barros

Casa do pai

04.

Anderson Freire

Acalma o meu coração

05.

Aline Barros

Ressuscita-me

Anunciantes